A Sacerdotisa de Avalon – Marion Zimmer Bradley

A Sacerdotisa de Avalon foi a última obra de Marion Zimmer Bradley, concluído por sua colaboradora Diana L. Paxson e publicado postumamente.

Neste livro, que se passa entre 259 e 329, a vida de Helena (ou Eilan) é contada. Cronologicamente, essa história se passa em paralelo com a história da segunda parte do livro A Senhora de Avalon, no qual Dierna é a Senhora de Avalon (resenha aqui).

Helena é a filha de uma Grã-sacerdotisa e um príncipe britânico, criada no mundo romano, mas destinada à Avalon. Vamos acompanhar a história de Helena, narrada por ela mesma, dos 10 anos aos 80 e poucos.

Sac Avalon

Continuar lendo “A Sacerdotisa de Avalon – Marion Zimmer Bradley”

Metas de leitura para 2017

Primeiramente, desejo um ótimo 2017! Espero que esse ano o mundo seja menos louco que 2016.

Segundo, com relação à metas de leitura: normalmente as minhas metas não funcionam muito bem. Pode ser que eu descubra um autor e queira ler todos os livros (ou sequências de livros) (em 2016 isso aconteceu com o Ciclo de Avalon, não tinha planos de ler As Brumas de Avalon e no fim li quase todos os livros da série – link para as resenhas no final do post) ou que não esteja no clima para ler algum livro. Então, essa é a lista de livros que tenho a intenção de ler, mas tudo pode mudar. A vantagem é que alguns eu já tenho ou já peguei emprestado na nossa linda biblioteca de rua (para saber sobre o que estou falando, lê esse post). Uma meta muito importante e que vou me esforçar para cumprir, é estar sempre lendo algum livro em alemão. Continuar lendo “Metas de leitura para 2017”

A Senhora de Avalon – Marion Zimmer Bradley

A Senhora de Avalon, o quinto livro (desconsiderando A Espada de Avalon, que ainda não chegou no Brasil) do Ciclo de Avalon,  é sequência de A Casa da Floresta (resenha aqui).

A Senhora de Avalon é dividido em 3 partes, em três tempos cronológicos diferentes, sendo a primeira parte continuação de A Casa da Floresta. Segundo o site Avalon Books, no qual a cronologia do Ciclo de Avalon é apresentada, o livro começa em 96 AD. Continuar lendo “A Senhora de Avalon – Marion Zimmer Bradley”

A Casa da Floresta – Marion Zimmer Bradley

Vinte anos após a Rainha Boudica lutar contra os Romanos, as sacerdotisas podem viver em paz na Casa da Floresta. A Britânia está relativamente pacífica, mas as tribos ainda lembram os crimes cometidos pelos Romanos contra as sacerdotisas e a rebelião liderada por Boudica. Os frutos das violações já se tornaram adultos.

a-casa Continuar lendo “A Casa da Floresta – Marion Zimmer Bradley”

Os Corvos de Avalon – Diana L. Paxson

Os livros do Ciclo de Avalon foram idealizados pela Marion Zimmer Bradley. Os primeiros escritos por ela foram As Brumas de Avalon (resenha aqui).  Os livros A Casa da Floresta (1993) (resenha aqui), A Senhora de Avalon (1997) e A Sacerdotisa de Avalon (2000) foram escritos em colaboração entre a Marion e a Diana L. Paxson. Diana continuou escrevendo a série após a morte de Marion, acabando Os Ancestrais de Avalon (2004) (resenha aqui), e escrevendo Os Corvos de Avalon (2007) e A Espada de Avalon (2009) (só foi traduzido em Portugal, e a história está localizada entre Os Ancestrais de Avalon e Os Corvos de Avalon). A Queda de Atlântida (1983) (resenha aqui) originalmente não fazia parte da série Ciclo de Avalon.

14360539_1078025852244899_328872467_o Continuar lendo “Os Corvos de Avalon – Diana L. Paxson”

Os Ancestrais de Avalon – Marion Zimmer Bradley

Li “As Brumas de Avalon” e me apaixonei pelos livros (resenha aqui). Sabia que existiam livros anteriores, mas que não eram fundamentais para história, então comecei pelo 7º livro do Ciclo de Avalon, com “A Senhora da Magia” (primeiro de As Brumas). Acho que foi uma boa decisão, porque como já falei no post A Queda de Atlântida – Marion Zimmer Bradley, não gostei muito da primeira parte do primeiro livro.

ancestrais

O segundo livro, Os Ancestrais de Avalon, continua a história do segundo livro do “A Queda de Atlântida” após aproximadamente 15 anos, com a concretização da profecia que dizia que Atlântida estava fadada a desaparecer. Segundo a profecia, os filhos de Domaris e Deoris, Micail e Tiriki, serão os sacerdotes responsáveis por fundar um novo Templo na nova terra. Continuar lendo “Os Ancestrais de Avalon – Marion Zimmer Bradley”

A Queda de Atlântida – Marion Zimmer Bradley

A Queda de Atlântida é o primeiro livro da série de livros “Ciclo de Avalon”. A série é composta por 10 livros, os últimos 4 são As Brumas de Avalon (amados!), que já tem post aqui no blog.

A Queda de Atlântida é dividida em 2 livros: “A Teia de Luz” e “A Teia de Trevas”.

A história é focada em duas irmãs, Domaris e Deoris, filhas do Sumo-Sacerdote do Templo na Terra Antiga, e “muita confusão” (lembrei Sessão da Tarde falando sobre os filmes). Muitos mistérios começam a acontecer e desencadeiam uma série de eventos (durante um longo tempo, aprox. 20 anos, pelas minhas contas) que leva ao fim de Atlântida. A sociedade é dividida em castas e dentro do templo, há duas seitas permitidas (Túnicas Cinzentas e Túnicas Brancas), e uma proibida (Túnicas Negras). Cada pessoa no templo e nas seitas tem uma função específica. Continuar lendo “A Queda de Atlântida – Marion Zimmer Bradley”

As Brumas de Avalon – Marion Zimmer Bradley

Sabe aqueles livros que tu acaba e fica órfão? É exatamente isso que tá acontecendo comigo desde que acabei o As Brumas de Avalon. Felizmente comecei a ler pelo livro “A Senhora da Magia”, sétimo livro da série “Ciclo de Avalon” e primeiro dos volumes da subsérie “As Brumas de Avalon”, então logo vou poder matar a saudade de toda essa mitologia lendo os seis livros anteriores.

“As Brumas de Avalon” é dividido em quatro volumes (curtinhos) e contam o mito do Rei Arthur sob o ponto de vista das mulheres que viveram a história. Guerras são comentadas, mas de forma super superficial (houve a guerra, quem morreu…). O livro é realmente focado na vida das mulheres, nas sacerdotisas de Avalon, que lutam por manter a deusa viva, e na ascensão do cristianismo na Inglaterra do século V.

Como existem várias versões da lenda do rei Arthur, alguns fatos e inclusive as relações familiares são diferentes de outros livros que abordam o tema. Se você já leu outros livros, pode achar estranho algumas relações e os nomes (Gwenhwyfar é Guinevere, por exemplo).

O post pode ter spoilers para quem não conhece nada sobre a lenda. Continuar lendo “As Brumas de Avalon – Marion Zimmer Bradley”