Um defeito de cor – Ana Maria Gonçalves

Uma vida inteira em um livro. A vida da Kehinde, ou Luisa Andrade da Silva, desde criança, na África, até os seus 90 anos, novamente em um navio. Uma mistura de ficção e possível realidade. Possível realidade porque a autora, Ana Maria Gonçalves, encontrou esse livro em forma de uma pilha de folhas de aproximadamente 35 cm na Ilha de Itaparica, na Bahia. Não tem como saber se realmente a Kehinde existiu e é a autora, ou se foi uma ficção escrita no século XIX. Além disso, nem todas as páginas estavam disponíveis ou legíveis quando foi encontrado, de forma que a Ana Maria Gonçalves complementou o texto. Essa informação é dada no prólogo do livro, e me deixou com uma pulga atrás da orelha durante toda a leitura. Amaria saber o que estava no manuscrito original. A leitura desse livro foi um aprendizado imenso e fiquei com a sensação de “por que não aprendi quase nada disso nas aulas de história?”

um defeito de cor Continuar lendo “Um defeito de cor – Ana Maria Gonçalves”

Anúncios